LGPD - na imagem há uma cadeado em cima de um teclado representando as leis de internet

LGPD: Dicas para implementar no marketing da sua empresa

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) estabelece regras sobre a proteção de dados e segurança. Ela foi promulgada em 2018 e criada para controlar e dar transparência ao uso de dados pessoais. Assim, ela impacta as atividades das empresas públicas e privadas que operam no Brasil que coletam qualquer tipo de informação.

Mas como implementar a LGPD no marketing da empresa? Siga com a leitura do nosso artigo!

 

Por que adequar a LGPD na estratégia de marketing digital?

A LGPD causa impacto nas estratégias de marketing e assegura às pessoas físicas, jurídicas, empresas públicas ou privadas e outros profissionais a receberem a remuneração por meio de uma inscrição. Ela também transmite confiança para os clientes, pois sabem que estarão em um ambiente seguro para fornecer os dados.

 

O que acontece quando não se cumpre a lei?

Quando a lei não é cumprida, a empresa pode ter problemas administrativos, entre eles estão a eliminação de dados coletados relacionados à infração e medidas corretivas. Também pode sofrer com bloqueios de contas, além de suspensão parcial da atividade do banco de dados. Há, ainda, proibição total ou parcial da atividade e multa.

 

Como a LGPD impacta as empresas?

Você que administra site, blog ou as redes sociais da empresa sabe bem o que acontece com uma estratégia de marketing bem estruturada. Ela gera resultados, certo? Assim, você terá acesso às informações dos usuários para desenvolver uma comunicação mais otimizada e efetiva.

No entanto, com a LGPD, você só poderá colher esses dados se o visitante autorizar. Além disso, a empresa que coletar os dados será a responsável pelo gerenciamento dos mesmos e por cumprir a Lei de Proteção de Dados. Mas o que é necessário para que o site se encaixe na lei: 

  • o uso de cookies;
  • ter uma página de contatos;
  • possuir uma página de política de privacidade;
  • construir formulários de inscrição como landing page e newsletter;
  • oferecer segurança no site;
  • garantir medidas contra a violação de dados;
  • Ter um e-mail marketing.

 

Como implementar a LGPD no marketing da empresa?

Veja agora o que fazer para que a empresa cumpra com a LGPD:

 

Quanto ao uso de cookies

Cookies são arquivos que capturam os dados dos usuários. Eles acessam comportamentos e preferências de quem chega até o site. Entretanto, para que você possa tê-los, o usuário terá que autorizar a coleta de informações por meio dessa ferramenta. 

 

Em relação às políticas de privacidade

Quem não tem políticas de privacidade no site precisará criá-las de acordo com as exigências da lei. E deverão ser compostas por:

  • dados do usuário que serão utilizados e coletados;
  • informações da empresa;
  • finalidade da captação desses dados;
  • quem será o responsável caso ocorra vazamento de dados;
  • quais as medidas de prevenção serão tomadas para garantir a segurança das informações e evitar acidentes;
  • explicações sobre os cookies;
  • canais para o atendimento do usuário;
  • informações sobre o cancelamento de uso de dados;
  • garantia de como o usuário acessa os dados se precisar.

Já os sites com política de privacidade deverão ser revisados e adequados para a LGPD.

 

Os formulários de inscrição

O e-mail marketing e as ferramentas que compartilham conteúdo a assinantes trazem um excelente retorno para as empresas. Com várias ações, você cria um banco de dados e utiliza uma landing page ou qualquer outro meio para a captação de clientes. 

Entretanto, para usar essa estratégia, você deverá:

  • garantir o consentimento das pessoas;
  • deixar os campos de coleta de dados preenchidos de forma automática;
  • explicar a finalidade do formulário.

A página de contatos

Nesta página, você terá que deixar clara a finalidade das informações. O visitante também deverá conhecer os seus direitos e como ele poderá acessar, alterar o uso dos dados ou desabilitar.

 

Quanto a segurança do site

O site poderá ter um certificado de segurança para que o usuário saiba que os dados fornecidos serão protegidos. Essa prática não é obrigatória, mas preserva as informações de quem acessa a página da empresa.

 

Quanto às condições que impedem a violação de dados

A empresa é quem assegura a proteção das informações de quem chega à página de contato ou navega em outras páginas do site. Por isso, você deve realizar procedimentos para impedir que os dados dos usuários sejam violados. Para isso, reveja medidas que garantem a confidencialidade dos usuários.

Agora que você aprendeu um pouco sobre a LGPD, poderá adequar-se à nova lei, não é mesmo? Para isso, contrate especialistas que darão um suporte para o seu time!

Gostou do conteúdo? Acesse o nosso blog e confira outros conteúdos como esse!

[e-book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência Labra

Facebook Comentário Box

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pin It on Pinterest

Share This