comprar listas de e-mail - na imagem um notebook e duas mãos

Por que comprar listas de e-mail não é uma boa ideia?

Comprar listas de e-mail marketing não é uma boa prática no marketing digital. Isso porque ela prejudica a credibilidade da empresa, é minimamente efetiva para os resultados do negócio e ainda pode gerar problemas de compliance.

Em contrapartida, criar uma lista de e-mail marketing com o fit da persona do negócio pode ser uma prática extremamente bem-sucedida, pois as leads são nutridas adequadamente,  têm grande potencial de se tornarem compradores e, finalmente, clientes fiéis.

Neste artigo, você confere os motivos pelos quais não deve comprar listas de e-mail marketing e sim criar uma base de dados própria para o seu negócio.

 

Quais os principais motivos pelos quais você não deve comprar uma lista de e-mail marketing?

Veja por que você não deve comprar uma lista pronta, mas criar o seu próprio banco de dados dos clientes:

 

A lista comprada dificilmente será good fit com o seu público

Mesmo que você compre uma lista de e-mail marketing verificada, com usuários reais e até consumidores de competidores diretos do seu segmento, isso não garante compatibilidade com a persona do seu negócio.

Isso porque o perfil de clientes de um negócio é único e contempla características, anseios e expectativas de compra que dificilmente outra marca ou empresa pode suprir.

Entretanto, o que ocorre realmente é a venda de listagens com dados desatualizados ou incompletos, muitas vezes, extraídos ilegalmente de bancos de dados de terceiros ou obtidos por meio da deep web.

Criar uma lista com o fit da sua persona permite que a estratégia de marketing utilizada seja mais adequada, seja para entregar o produto certo para o estágio em que o comprador se encontra, seja para disponibilizar as peças de marketing que podem ajudá-lo a reconhecer mais valor na sua marca.

 

Sua empresa pode ganhar fama de spammer

Ninguém gosta de receber spam e um dos principais preceitos de uma boa estratégia de marketing é prover a melhor experiência possível aos clientes. Além disso, garantir usabilidade em todos os pontos de contato com a marca pode ser a principal chave para a fidelização.

Como spammer, a sua empresa atesta ao mercado a falta de capacidade em qualificar suas leads, de suprir adequadamente as suas demandas de consumo e de sequer garantir uma boa experiência em um simples e tradicional ponto de contato: o e-mail.

 

O provedor de e-mail marketing pode suspender os serviços

A automação é a melhor forma de garantir eficiência em uma estratégia de e-mail marketing. Isso porque ela permite a segmentação do público, o envio em massa de e-mails e, principalmente, a análise de resultados, por meio de KPIs como taxa de abertura e taxa de cliques em botões de CTA.

Entretanto, comprar uma lista de e-mail pode prejudicar a boa relação com o seu fornecedor de serviços, já que muitas empresas, como a MailChimp ou HubSpot, exigem legitimidade no banco de dados utilizado na estratégia.

 

O seu negócio pode ter problemas de compliance

O uso de listas compradas também pode configurar uma política inadequada para o compliance da sua empresa.

Depois que a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) passou a vigorar no Brasil, inspirada na GDPR e na CCPA, os órgãos regulatórios aumentaram a rigidez quanto ao uso de dados de terceiros e a aplicação de sanções aos órgãos públicos e empresas que não atuam com legalidade no uso e compartilhamento de dados sensíveis.

 

Como criar um banco de dados e uma lista de e-mail marketing própria?

A sua lista de e-mail será mais efetiva se criada:

  • baseada no perfil da sua persona;
  • em troca de conteúdos de valor que incrementam a experiência do público em pontos de contato da empresa e por meio de landing pages;
  • em campanhas de descontos e promoções exclusivas;
  • de forma segmentada e classificada com vários marcadores diferentes (fatores demográficos, comportamentais, geolocalizados, entre outros).

Como você pode ver, não é uma boa prática comprar listas de e-mail: o melhor caminho é operacionalizar as boas práticas de inbound marketing e contar com profissionais preparados para executar um e-mail marketing eficiente.

Além do e-mail marketing, uma forma inovadora de contato com os clientes é por meio de aplicativos de mensagem, como o WhatsApp. Leia o nosso artigo e veja como colocar em prática essa estratégia!

[e-book] As melhores estratégias para aumentar as vendas na indústria | Baixar grátis | Agência Labra

Facebook Comentário Box

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pin It on Pinterest

Share This