Como criar um blog bem estruturado

Como criar um blog bem estruturado

É indiscutível saber da importância sobre como criar um blog, hoje em dia, e como alinhá-lo em suas ações de marketing de conteúdo. Afinal, todo conteúdo criado deve estar amplamente associado aos objetivos e necessidades do seu público.

Isso ajuda a ranquear as suas páginas entre os principais resultados de busca on-line. Mas, além disso, explora a eficácia de suas ações de marketing de conteúdo, permitindo um relacionamento muito mais consistente com o consumidor.

Por isso, confira conosco a importância de como criar um blog bem estruturado e quais aspectos ter em mente para personalizá-lo e focar, exclusivamente, em um marketing para indústrias muito bem direcionado à demanda do seu consumidor!

Por que saber como criar um blog bem estruturado?

Os seus canais de comunicação corporativos devem ser altamente funcionais. E isso serve também para as ferramentas de relacionamento, como é o caso das redes sociais e do blog.

Por que saber como criar um blog bem estruturado?

Isso porque eles são meios de informação, entretenimento e educação: uma tríade que se traduz em postagens relevantes, criativas e que respondam às principais dúvidas de sua audiência. Como dissemos, é um dos pilares do marketing de conteúdo.

E por mais que você terceirize os serviços de marketing digital em sua empresa, o conhecimento por si só já é valioso. Você deve estar à frente das questões que mais permeiam o imaginário do seu público e, assim, convertê-las em respostas objetivas e eficazes com base nos conteúdos planejados e produzidos.

O blog tem se convertido, para muitos, no cartão de visita das empresas. É o primeiro contato dos usuários e, por isso, um blog de sucesso gera tráfego para o seu site, atrai clientes e os fideliza com o tempo. E é aí que reside a importância em saber como criar um blog, falta compreender quais são os principais benefícios de sua implementação!

Quais os benefícios de um blog para empresas?

Abaixo, destacamos as vantagens que o seu negócio vai acumular ao aprender como criar um blog que vai estar profundamente alinhado às suas ações de marketing para indústrias:

  • o marketing de conteúdo ajuda a construir uma imagem de autoridade para a sua empresa. Assim, quanto mais respostas e soluções você agregar à demanda do seu público-alvo, mais eles vão procurar pelos seus conteúdos diante de uma nova dúvida;
  • saber como criar um blog foca também no engajamento. As pessoas se relacionam mais com a sua marca e passam a atuar, indiretamente, como meios de divulgação da sua marca;
  • o marketing de conteúdo também ajuda a ranquear as suas páginas nos principais mecanismos de busca da internet, como o Google. Assim, o público vai se deparar com a sua empresa presente nos primeiros resultados pesquisados, o que aumenta o tráfego para as suas páginas e, consequentemente, contribui com a valorização de todo o processo de vendas da empresa.

Ótimos valores que só têm a acrescentar à reputação da sua marca, não é mesmo? Que tal vermos, então, como criar um blog, na prática, promovendo o seu marketing para indústrias?

Quais são as principais etapas sobre como criar um blog?

Abaixo, nós preparamos uma listagem rápida, mas completa, para que você saiba por onde começar sua estratégia de marketing de conteúdo e sem pestanejar sobre como criar um blog:

  • todos que se perguntam como criar um blog devem iniciar nessa etapa, que consiste em registrar o domínio de sua página, existindo serviços diversos para isso;
  • a hospedagem é a etapa seguinte. Não economize nisso, pois o servidor é o responsável por gerar estabilidade à navegação dos usuários;
  • hora de configurar o servidor para que o seu blog esteja preparado para abrigar os artigos alinhados com a sua estratégia de marketing de conteúdo (adiante ainda daremos algumas dicas sobre o visual do seu blog corporativo);
  • saber como criar um blog também consiste em planejar o calendário de conteúdos, apontando os temas, a periodicidade de publicação e a otimização deles para ranquearem nos mecanismos de busca.

Em seguida, o seu marketing para indústrias vai seguir o planejamento — que, por sua vez, está profundamente alinhado à jornada de compra do seu público-alvo e ao funil de vendas.

Só que isso não é tudo, abaixo também vamos disponibilizar algumas inspirações visuais para que o design do seu blog tenha tudo a ver com a sua marca, facilitando a identificação dos seus clientes em potencial gradualmente.

O design é valioso

O aspecto estético é tão relevante quanto o conteúdo. Eles são complementares, afinal de contas, e devem resgatar a sua identidade visual para fixá-la, lenta e gradativamente, na mente dos seus clientes em potencial.

eBook As melhores estratégias de Inbound Marketing para aumentar as vendas na indústria

No entanto, outros detalhes devem ser considerados para ver como criar um blog estruturado traz altos retornos para o seu negócio, como:

  • Pense na cor de fundo da tela, devendo ser relaxante e de fácil visualização das palavras;
  • Atenção também ao uso de imagens — dica: por mais que use fotos de bancos gratuitos, atente-se ao uso de conteúdos visuais que façam o seu público gerar identificação com elas;
  • Cuidado com as cores em geral do blog, pois elas devem ser agradáveis e não podem cansar os olhos do leitor rapidamente;
  • Pense também em associar o design do blog com a sua identidade visual.

Ou seja: ainda que a relevância e frequência de conteúdo sejam fatores fundamentais, eles podem ganhar muito mais valor com um design bem planejado.

Foco também na usabilidade

Muito se diz, atualmente, a respeito da experiência do usuário. Nada mais justo, uma vez que uma navegação on-line dificultada espanta, em instantes, o seu leitor e cliente em potencial. Por isso, bastante foco na facilidade de acessar, transitar entre páginas e encontrar conteúdos.

Só que o cuidado com a usabilidade se estende também ao dispositivo que sua audiência acessa o seu blog por meio de suas ações de marketing de conteúdo: hoje em dia, os computadores deixaram de ser o principal meio de navegação on-line dos usuários.

Por isso, o blog e o site devem ser responsivos — adaptáveis para outras tecnologias, como os smartphones e tablets. Com isso, eles podem acessar quando quiserem, e de onde estiverem, sem que a sua experiência seja prejudicada.

O planejamento se estende ao conteúdo

Por fim, um dos grandes mantras do marketing digital: conteúdo. É ele quem vai atrair os usuários com “dores” que a sua empresa pode resolver por meio dos seus produtos ou serviços. Sem falar que essa produção é o diferencial que gera autoridade para o seu negócio, e aumenta o alcance de sua marca na internet.

Por isso, estabeleça objetivos e trace um perfil detalhado do seu público-alvo. Com isso, suas ações de marketing de conteúdo são altamente beneficiadas, bem como o seu relacionamento com os clientes.

E, agora que você já sabe a importância de como criar um blog bem estruturado, que tal ampliarmos o conhecimento no assunto? Para isso, descubra porque você deve escolher uma agência especializada para cuidar do seu marketing para indústrias!

Marketing digital para indústrias: o verdadeiro valor do conteúdo para empresas industriais

Marketing digital para indústrias: o verdadeiro valor do conteúdo para empresas industriais

O marketing digital para indústrias conserva algumas características distintas quando associado às técnicas convencionais de marketing.

Isso porque, em vez de um amplo consumidor final, o marketing industrial permite que a sua empresa dialogue especificamente com outras organizações. Logo, mudam a abordagem, as estratégias e o apelo argumentativo para converter uma oportunidade em vendas.

Mas, na prática, como isso acontece? Para que você se aproxime das principais tendências e identifique o real valor das campanhas de marketing de conteúdo, neste post vamos explorar em detalhes os motivos pelos quais você deveria investir em marketing digital para indústrias. Boa leitura!

eBook As melhores estratégias de Inbound Marketing para aumentar as vendas na indústria

Quais são os princípios do marketing de conteúdo?

Diferentemente do marketing tradicional, o marketing digital para indústrias visa alcançar um número menor de pessoas, mas mais qualificadas. Por que investir em mídias caras, como anúncios na TV para milhões de espectadores, se poucas milhares de pessoas vão se interessar pelos seus produtos ou serviços?

Além disso, as ações digitais visam estruturar uma estratégia orgânica, em que o consumidor seja atraído até o seu negócio, e não o contrário. Assim, você produz conteúdos relevantes, que gerem naturalmente o relacionamento com os clientes em potencial.

Para isso, no entanto, o marketing de conteúdo segue alguns preceitos básicos para que suas ações gerem real valor ao seu consumidor. São eles:

  • necessidade inicial de identificar o perfil do seu público-alvo, entendendo as suas necessidades, objetivos, desafios e as conveniências que os seus produtos ou serviços têm a oferecer;
  • alinhamento dos pilares institucionais da empresa com a sua identidade visual, abordagem e tom de voz da sua comunicação. Isso facilita a aproximação e a familiarização da audiência com a sua marca;
  • mapear toda a jornada de compra do consumidor, facilitando a construção de estratégias personalizadas e que acompanhem o usuário em todas as etapas desse processo;
  • mantenha a frequência e relevância nos conteúdos produzidos. Não empurre soluções para o cliente, deixe que a tomada de decisão parta dele mesmo;
  • diversifique os canais de comunicação, indo do site ao blog e redes sociais aos vídeos, e-books e infográficos, entre outros.

Quais são os princípios do marketing de conteúdo?

Não à toa, o marketing de conteúdo é também conhecido como o marketing de atração. O que nos leva, agora, a mostrar o quanto o marketing digital para indústrias tem tudo para impulsionar a sua marca no seu nicho de atuação.

Por que usar o marketing digital para indústrias?

No geral, o marketing industrial carrega em sua essência, as mesmas vantagens do que o marketing para qualquer outro setor de atuação, como:

  • custo acessível, com elevado retorno do seu investimento, tendo em vista que as campanhas podem ser ajustadas em tempo real, potencializando os resultados;
  • a precisão de suas ações estratégicas também deve ser mencionada. Como havíamos mencionado, ao conhecer o perfil do seu consumidor, você personaliza o conteúdo e atende, especificamente, à demanda do seu público;
  • presença digital, que é o fundamento básico do marketing digital para indústrias. Assim, o consumidor — que, com certeza, usa a internet no dia a dia — pode se deparar com a sua empresa pelos meios de comunicação mais usados, atualmente;
  • mensurável. Isso significa que o marketing industrial pode ser monitorado continuamente. Você sabe o que foi investido, o seu retorno e a performance de cada campanha, gerando insights valiosos para as futuras campanhas.

Portanto, ao usar o marketing digital para indústrias você está, primeiramente, atendendo a uma demanda irrefreável do mercado. O importante, então, é antecipar as ações mais relevantes para diferenciar-se da sua concorrência.

Como o marketing de conteúdo impacta o consumidor?

Muitas vezes, um cliente em potencial que visita o seu site ou blog não está pronto, ainda, para adquirir os seus serviços ou produtos. É aí que o marketing de conteúdo se mostra diferenciado.

Sem “empurrar” soluções à sua audiência, você disponibiliza conteúdos que respondam às principais dúvidas dela, e relacionadas ao que a sua empresa pode fazer para suprir esse problema em potencial.

Com o tempo, novas ações são dispostas para você coletar informações desse usuário especificamente. Assim, o setor de vendas assume a dianteira com base em todos os dados compilados pelas ações de marketing digital para indústrias.

Deu para entender o impacto disso? O vendedor aborda esse cliente com o máximo de informações para tracejar a melhor proposta, já minimizando as resistências do cliente e com uma ação personalizada, gerando uma experiência de compra exclusiva e memorável.

Assim, além do aumento de vendas, o marketing de conteúdo é um importante instrumento de fidelização de clientes.

Por onde começar o uso do marketing digital para indústrias?

Iniciar a sua estratégia de marketing de conteúdo contempla o profundo conhecimento no seu consumidor. A partir daí, você se inteira a respeito de todos os desafios que compreendem o seu ramo de atuação, e as dificuldades do consumidor em resolver os seus problemas.

Em seguida, você deve identificar as melhores tecnologias e estratégias para aproximar-se desse perfil com elevado potencial de compra, e manter a produção de conteúdo do marketing industrial a todo vapor.

Marketing para indústria: Por onde começar o uso do marketing digital para indústrias? | Agência LABRA

Com o tempo, suas ações rendem resultados, com um relacionamento mais próximo e frutífero com a sua audiência. Lembrando que, diferentemente do marketing par ao consumidor final, o marketing industrial está conversando com pessoas que não precisam alimentar os desejos de consumo, mas avaliar a eficácia das suas soluções.

Até por isso, o marketing digital para indústrias é bastante composto por números, gráficos, depoimentos de clientes e performances identificáveis para o crescimento da empresa desse consumidor em potencial.

Por isso, é fundamental que o seu marketing de conteúdo se apresente como referência e autoridade no assunto. Afinal de contas, você está abordando pessoas que também são especialistas no tema em questão.

Ou seja: a hora de investir em marketing digital para indústrias é agora. Vivemos o período da indústria 4.0, em que as soluções digitais e os seus desdobramentos guiaram o setor para uma nova revolução. E, aí, perguntamos: onde a sua empresa se encontra nessa época de transformações?

Para responder a essa questão, e identificar algumas soluções relevantes para iniciar a sua estratégia de marketing industrial, confira também nosso artigo que aponta algumas das principais tendências de marketing digital para 2019!

E se quer conhecer um pouco mais desse universo digital para indústrias, entre em contato com a gente!

Marketing industrial: a maioria dos sites industriais e de manufatura ainda estão presos na internet 1.0

Marketing industrial: a maioria dos sites industriais e de manufatura ainda estão presos na internet 1.0

Aqui, no blog da Agência Labra, apontamos constantemente os benefícios do marketing industrial e o quanto as estratégias digitais ajudam a alinhar as empresas à irrefreável indústria 4.0.

Acontece que muitos empreendimentos do setor continuam na internet 1.0. Ou seja: pouco fazem a respeito dos benefícios em inserir os seus negócios no meio digital para atrair mais clientes, fortalecer a sua marca e, claro, aumentar as vendas.

Vamos entender, então, os motivos pelos quais a maioria dos sites industriais e de manufatura ainda está presa à internet 1.0 — e o que o marketing industrial pode fazer para reverter o cenário?

eBook As melhores estratégias de Inbound Marketing para aumentar as vendas na indústria

Qual é o problema em estar na internet 1.0?

O marketing digital tem um apelo diversificado para colocar a sua empresa — e suas páginas virtuais, como o site, o blog e as redes sociais — ao alcance do seu público-alvo.

Acontece que, hoje em dia, ter um site desatualizado há tempos deixou de ser algo que o mercado releva. Sem isso, as empresas são sufocadas por um volume intenso de dados gerados diariamente.

Como resultado, qualquer busca que o seu consumidor em potencial fizer nos mecanismos on-line, como o Google, vai levá-lo à concorrência — e não ao seu site.

Isso significa, então, que a internet 1.0 já está tão defasada quanto as tecnologias pioneiras da transformação digital ocorrida na virada do último século.

Como ultrapassar a internet 1.0?

Antes de falarmos especificamente sobre o marketing industrial, confira algumas dicas úteis para alinhar o site da sua empresa com as atuais tendência e, assim, iniciar o trabalho de gerar leads qualificados e nutrir qualitativamente a sua presença digital:

  • invista em serviços de chat para o seu site quando os visitantes se demoram na página de um dos seus produtos ou serviços;
  • tenha um catálogo on-line para download. Isso ajuda a identificar clientes em potencial e enviar, posteriormente, conteúdos por meio de suas ações de marketing industrial;
  • invista em um formulário de “entre em contato conosco” para identificar oportunidades de negócio com base no preenchimento de cada cliente em potencial;
  • promova conteúdos gratuitos — para download ou visualização no seu site/blog — para gerar um relacionamento com a sua audiência, aprender mais sobre a demanda do seu consumidor e passar a acompanhá-lo ao longo de sua jornada de compra.

Isso, por si só, já tende a impulsionar a sua empresa para longe da internet 1.0. Mas, como havíamos mencionado anteriormente, não se trata apenas disso.

Quais são os benefícios do marketing industrial?

Além de cuidar continuamente das atualizações do seu site, o marketing industrial também oferece uma imensidão de possibilidades e novas oportunidades de negócios.

Afinal de contas, toda essa estratégia é construída a partir do perfil do seu público. Consequentemente, você atrai interessados até você, e não o contrário, como ocorre com as técnicas tradicionais de marketing.

Quais são os benefícios do marketing industrial?

Com isso, alguns benefícios podem ser colhidos continuamente, como:

  • presença on-line maciça para atrair mais clientes até o seu negócio e relacionar-se com eles;
  • gerar mais engajamento por meio de conteúdos relevantes e que ajudem o consumidor a ter as suas dúvidas solucionadas;
  • identificar e estruturar a jornada de compra do seu cliente em potencial, para tornar a experiência mais prática, conveniente e qualitativa;
  • fidelização dos clientes;
  • mais autoridade para a sua marca, que vai se tornar referência à medida que mais pessoas estiverem satisfeitas com a experiência criada por você;
  • personalização de ofertas com base no conhecimento adquirido;
  • capacidade de mensurar os resultados em tempo real, valorizando ainda mais o seu investimento em marketing industrial.

Como complemento, convém ficar de olho nas principais tendências do marketing digital para que a sua indústria comece a trilhar um caminho paralelo aos grandes competidores do setor.

Afinal de contas, a indústria é, atualmente, 4.0. Onde você diria que a sua empresa se posiciona?

Mas, caso ainda não saiba por onde começar, nós damos um empurrãozinho extra na direção certa. Para isso, confira também as novidades para os setores da indústria brasileira!

95% dos engenheiros irão considerar um e-mail marketing em sua caixa de entrada

95% dos engenheiros irão considerar um e-mail marketing em sua caixa de entrada

Há quem pense que o e-mail marketing industrial — ou mesmo de aplicações comerciais — está com os dias contados. Acontece que esse equívoco é propagado sem o menor fundamento.

Afinal de contas, a solução via e-mail é uma das mais impactantes em resultados positivos nas ações de marketing industrial. Prova disso é o estudo publicado pelo portal engineering.com, intitulado How Engineers Find Information 2018, em que 95% dos engenheiros entrevistados consideram o recebimento de e-mails relevantes nas suas respectivas caixas de entrada.

Quer ter uma nova perspectiva a respeito do e-mail marketing, então? Basta seguir com a leitura deste post!

O impacto da pesquisa para o uso do e-mail marketing

Ainda de acordo com a pesquisa citada anteriormente, o marketing industrial pode ser amplamente beneficiado com base nos hábitos de consumo do seu público-alvo ao usar o e-mail marketing. Alguns exemplos disso a partir dos resultados da pesquisa:

   

  • 48% dos entrevistados disseram que abrem e-mails a partir de um título interessante;
  • 41% deles abrem as mensagens recebidas para saciar a sua curiosidade;
  • 6% abrem todos os e-mails recebidos;
  • apenas 5% dos entrevistados disseram deletar os e-mails sem abri-los.

Isso significa que o potencial do e-mail marketing permanece elevadíssimo. Quando associamos às outras ações estratégicas do marketing industrial, tenha a certeza de que você vai enviar a mensagem certa, para a pessoa certa, e no momento certo para ela.

Sem falar nos achados da pesquisa publicada pela IEEE GlobalSpec: 2017 Digital Media Use in the Industrial Sector. Entre os resultados, a empresa aponta para o fato de que os profissionais de áreas técnicas costumam assinar, pelo menos, 3 ou 4 newsletters especializadas.

Um total de 44% se mostrou aberto a essa possibilidade, à ocasião. Afinal, você pode transformar o seu e-mail marketing em uma verdadeira fonte de informação, conhecimento e de vendas para impactar diretamente o seu consumidor.

Os desafios impostos no marketing industrial

Usar o e-mail marketing, por si só e sem nenhum planejamento aparente, pode apenas dar razão a quem vinha sepultando essa ferramenta entre as ações de marketing industrial.

Acontece que você pode fazer um uso valioso do e-mail ao compreender o método mais eficiente de uso desse tipo de solução. Assim como ocorre com outras tecnologias de marketing, sem o enfoque no perfil, nas necessidades e nos objetivos de sua audiência, o problema não está na ferramenta utilizada, mas no tracejado de suas estratégias.

Aqui estão alguns desafios que devem ser superados gradualmente:

  • conteúdos sempre relevantes para conquistar a confiança dos seus leitores;
  • disputar a atenção com a sua concorrência que também faz uso do e-mail marketing;
  • identificação de assuntos que despertem o interesse do seu público;
  • idealização de um calendário editorial para educar a sua audiência e nutrir o interesse deles com base em uma frequência e periodicidade atrativas;
  • a mensuração de métricas relevantes para os seus objetivos e, assim, permitir o ajuste rápido e eficiente de ações.

Viu como existem desafios, mas que são facilmente superados com o tempo quando se planeja para o uso combinado de e-mail e outras ações de marketing industrial?

As dicas para usar o e-mail marketing efetivamente

Confira, a seguir, como fazer um uso valioso do e-mail marketing para impactar verdadeiramente o seu consumidor e clientes em potencial:

  • para monitorar os resultados tenha, antecipadamente, os objetivos definidos e todas as métricas definidas para se adaptar rapidamente às mudanças;
  • tenha sempre em mente o perfil do seu consumidor. Avalie, em seguida, a taxa de abertura dos e-mails, o número de cliques e também as solicitações de cancelamento;
  • crie uma lista de contatos pequena, mas de qualidade. Evite a quantidade ampla se boa parte dos endereços não tem o potencial de converter-se em cliente;
  • só dispare as suas mensagens para endereços de e-mail que solicitaram o envio. Com isso, entra uma dica fundamental: não compre listas de e-mails;
  • segmente os contatos de acordo com os objetivos deles. Assim, você personaliza profundamente o disparo do e-mail marketing, obtendo mais chances de impactar a sua audiência positivamente;
  • cative com o título, pois isso aumenta exponencialmente as chances de abertura da mensagem;
  • evite as ofertas de vendas aleatórias. Considere sempre a jornada de compra do cliente para nutri-lo até que ele chegue, naturalmente, ao momento de decisão de compra;
  • foco em conteúdos que agreguem, de fato, ao seu público.

Com isso, o seu marketing industrial tem muito mais chances de ser uma ferramenta diferenciada, gerando uma vantagem competitiva importante no seu ramo de atuação.

E-book: As melhores estratégias de Inbound Marketing para aumentar as vendas na indústria

Mas, caso ainda esteja em busca de mais informações a respeito desse tipo de solução, confira também nosso artigo que explicita ainda mais a importância do e-mail marketing para o seu negócio!

O Marketing Industrial é um grande desafio para os engenheiros

O Marketing Industrial é um grande desafio para os engenheiros

Ao trabalhar com o marketing industrial, as empresas dialogam com um perfil muito característico. Afinal de contas, não estamos despertando um desejo de consumo, como ocorre com o consumidor final, mas apontando soluções para quem já é especialista.

Ou seja: o desejo já está presente nesse perfil, ele sabe o que quer. A questão, por meio do marketing industrial, é o impacto que os seus serviços e produtos podem gerar no trabalho que ele exerce, explorando os benefícios para o empreendimento dele — e não para ele em si.

Quer saber mais a respeito? Então, entenda conosco como você pode usar o marketing industrial — inserido nesse contexto de indústria 4.0 — para abordar, interagir e relacionar-se com o perfil de engenheiros!

Baixe nosso e-book exclusivo sobre Marketing Industrial e como gerar novas vendas - Agência Labra

O desafio proposto pelo marketing industrial

Como havíamos adiantado, não se trata de mostrar como você vai melhorar a rotina do seu público-alvo, mas como você vai agregar mais resultados para o seu negócio.

Mais que isso: você não está nutrindo sensações intangíveis, mas trabalhando com dados, fatos e resultados. Os números falam alto, para quem cuida de uma empresa, e são eles que motivam um interesse dos engenheiros ao se relacionarem com empresas como a sua.

Alguns aspectos a serem considerados para que o marketing industrial praticado por você impulsione os resultados:

  • engenheiros costumam racionalizar o problema. Por isso, a sua argumentação de marketing deve focar na redução de riscos, na facilitação de processos e na promoção de resultados, não em emoções que o seu produto ou serviço possa gerar nele, pessoalmente;
  • lembre-se que você pode não estar lidando com um engenheiro, apenas, mas um conselho, dezenas de acionistas ou uma equipe inteira;
  • a jornada de compra deve ser profundamente mapeada para que você entenda o processo de venda mais alinhado ao perfil do seu consumidor;
  • engenheiros não odeiam marketing, como você pode ter ouvido popularmente: quem disse isso apenas não identificou a estratégia mais eficaz para relacionar-se com eles.

Para que isso fique ainda mais evidente para você, no tópico seguinte vamos destacar alguns dos benefícios em investir no marketing industrial.

Os benefícios de investir em marketing digital

Hoje em dia, é muito difícil projetar o crescimento de uma empresa sem usar a internet como meio de divulgação, comunicação e também de vendas.

Afinal de contas, mais da metade da população global já está conectada — inclusive, os engenheiros que fazem parte do seu público-alvo.

Até por isso, o marketing industrial (uma vertente do marketing digital) tem tudo para ser uma estratégia diferenciada par alcançar e impactar o consumidor ideal da sua empresa. Veja alguns benefícios em tomar essa decisão:

Mensuração de resultados

As tecnologias atuais permitem que a gente acompanhe as performances de suas campanhas. Assim, você pode modificá-las em tempo real para que as metas projetadas permaneçam em constante evolução.

Sem falar que é uma excelente forma de compreender o que o seu público consome de conteúdos, contribuindo para que você modifique as ações até impactar, em cheio, as necessidades e objetivos dos seus clientes em potencial.

Assertividade

Diferentemente do marketing tradicional, o marketing industrial visa alcançar um número menor de pessoas — com a diferença que todas as pessoas impactadas tenham a possibilidade de adquirir os seus produtos ou serviços.

É o balanceamento, no fim das contas, da quantidade contra a qualidade. Se, na TV, muitas pessoas veem os anúncios, mas poucas têm interesse neles, o marketing industrial é mais assertivo — o que também ajuda a valorizar o seu investimento.

Presença digital

Por fim, lembre-se que os engenheiros também possuem presença digital. Inserir a sua marca nesse meio é um passo fundamental para alinhar a sua empresa às demandas do mercado e, principalmente, às exigências e preferências do seu público-alvo.

Marketing industrial e Presença digital para o engenheiro

Como resultado, você gera diferenciais competitivos e impulsiona a sua marca para que mais pessoas conheçam o seu negócio e vejam você como uma autoridade no assunto.

Para que você entenda, agora, como o marketing industrial tem sido constantemente moldado para atender a esse nicho de mercado tão específico, aproveite para ler também nosso artigo que explora as grandes dificuldades em trabalhar o marketing de conteúdo na indústria!

Indústria 4.0: principais tendências e desafios no Brasil

Indústria 4.0: principais tendências e desafios no Brasil

Desde as primeiras revoluções industriais, a sociedade tem se adaptado às transformações de grande impacto que permitiram mais produtividade, com o uso reduzido de recursos, e em gradativo aumento no nível de excelência nos serviços prestados. Agora, com os ecos de indústria 4.0 despontando com cada vez mais força no Brasil, fica a dúvida: como fazer com que o seu negócio também usufrua desses amplos benefícios?

Para facilitar a sua busca, neste post vamos falar um pouco a respeito do marketing industrial e as outras tendências — bem como os desafios — de implementar o conceito de indústria 4.0 na realidade da sua empresa. Boa leitura!

Uma breve história da indústria 4.0

Já falamos, em outros posts, que a indústria 4.0 é uma quarta onda revolucionária pela qual o setor, como um todo, atravessou ao longo da história. As anteriores foram as seguintes:

Uma breve história da indústria 4.0

  • 1ª revolução industrial, com as máquinas a vapor e a produção mecânica;
  • 2ª revolução industrial, com o uso da energia elétrica e também de combustíveis (especialmente, oriundos do petróleo);
  • 3ª revolução industrial, com a informatização de sistemas.

Agora, quando falamos em marketing industrial — e no contexto da 4ª revolução industrial, estamos diante da digitalização em um espectro muito maior.

Os benefícios da indústria 4.0

Independentemente do seu ramo de atuação, já deve ter ouvido falar a respeito da automatização de processos, da internet das coisas ou mesmo a inteligência artificial ou do Big Data, certo?

Pois então, são recursos que extraímos a partir do advento tecnológico da indústria 4.0 e que, antes de nos aprofundarmos neles, podemos avaliar os benefícios imediatos de suas implementações, como;

Redução de custos

O investimento inicial é recompensado, em médio e longo prazo, por uma significativa mudança nos processos. Menos erros, mais produtividade e insights valiosos para manter o seu negócio em constante evolução.

Isso, por si só, já se mostra atraente para recuperar o investimento, gradualmente, até que a sua empresa se beneficie amplamente desses recursos.

Uso consciente e reduzido de recursos

O mesmo vale para os recursos usados, seja em matéria-prima ou mesmo em energia elétrica. Com a indústria 4.0 a palavra de ordem e cotidiana é a otimização.

Assim, o uso de tecnologias se mostra providencial para agregar mais à sua empresa com um foco pautado na boa e velha meta: produzir mais, com menos.

Aumento da segurança de suas informações

Conectividade e integração de informações — todos os dados reunidos em um lugar seguro, de acesso restrito e com monitoramento de ações dos usuários.

Dessa maneira, a indústria 4.0 possibilita uma ou mais camadas de proteção para garantir que não haja perda, extravio ou mesmo o roubo de sua propriedade intelectual.

Redução de erros humanos

Discussão antiga, mas muito bem-vinda na indústria 4.0: a redução de erros, uma vez que muitas atividades podem ser programadas, fazendo com que os habituais erros humanos (como cálculos equivocados ou erros no preenchimento de informações) aconteçam.

As tendências do setor

Vale destacar, agora, uma série de tendências que confere à indústria 4.0 todo o respaldo para que possamos apontá-la como uma verdadeira revolução para o setor. Confira:

As tendências do setor - Indústria 4.0

Big Data

O volume elevado de informações que geramos, em nossas navegações on-line, pode ser usado estrategicamente para conhecer melhor as necessidades, os objetivos e o comportamento do seu público-alvo.

Inteligência artificial

Grande tendência do marketing industrial, a inteligência artificial permite que automatizemos boa parte do fluxo de trabalho e, ainda, que tenhamos o uso combinado de tecnologias — como o Big Data e o machine learning, entre outros — para que nossas próprias soluções digitais “aprendam”, com o tempo, e permaneçam relevantes no mercado.

Um uso bastante falado por aqui, inclusive, desse tipo de tecnologia são os chatbots!

Internet das coisas

Ou, do inglês, Internet of Things (IoT), que é a conectividade à distância para controlarmos muitas soluções do dia a dia. Inclusive, no âmbito particular, como o uso integrado de eletrodomésticos.

Realidade virtual e aumentada

Também já estiveram em pauta em nosso blog, e são distintas, mas com aplicações complementares que ajudam a criar uma experiência mais rica e imersiva para o seu público-alvo.

Marketing industrial

É impossível falarmos de indústria 4.0 sem destacar o impacto causado pelo marketing industrial. Afinal de contas, a transição dos processos analógicos para o digital permitiu, justamente, uma revolução na maneira de atrair, interagir e se relacionar com o consumidor.

A diferença é que o marketing industrial aborda o público-alvo de outra forma: existem distinções múltiplas em abordar um consumidor final e um especialista no seu segmento de atuação.

A proposta de valor tem que estar presente em todas as etapas do marketing industrial, mas é algo que se torna possível a partir de algumas das tendências citadas acima.

Os desafios da indústria 4.0

Convém pensar, também, que a indústria 4.0 é um termo relativamente novo e que, no país, ainda avança em um ritmo paralelo à maneira com a qual ela tem se proliferado ao redor do mundo.

Em primeiro lugar, porque trata-se de um momento de ruptura: precisamos de profissionais qualificados e em constante desejo de evolução para assimilarem rapidamente essas tendências — como o marketing industrial — e colocarem em prática.

Além disso, o investimento para impulsionar o seu empreendimento à indústria 4.0 freia o ímpeto de muita gente. Como já havíamos adiantado, trata-se de um custo que se paga, com o tempo, mas que demanda planejamento e não deve, portanto, ser feito da noite para o dia.

No entanto, já existem soluções imediatas e acessíveis. O próprio marketing industrial citado no tópico anterior é prova viva disso.

Afinal de contas, a estratégia é composta — em boa parte — da análise estratégica de dados e do uso pontual de recursos on-line que muitas pessoas já têm acesso. Portanto, é um passo certo na direção da indústria 4.0, e que o seu negócio pode fazer o quanto antes!

Que tal vermos, então, como essa tendência tem tudo para gerar uma revolução altamente positiva para a sua empresa? Confira, para isso, o nosso e-book, que você pode baixar gratuitamente, com as melhores estratégias de Inbound Marketing para aumentar as vendas na indústria!

Baixe nosso e-book gratuitamente sobre Marketing Industrial e como gerar novas vendas para sua empresa!